PPGF realiza primeira Defesa de Tese de Doutorado

Carla e o professor Eduardo (ao centro) com integrantes da banca

O trabalho intitulado “Viabilidade do aproveitamento da biomassa energética na colheita de povoamento de Pinus em primeiro desbaste” marcou a primeira Defesa de Tese de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências Florestais (PPGF) da Unicentro. De autoria de Carla Krulikowski Rodrigues, a tese foi orientada pelo professor Eduardo da Silva Lopes, que também é coordenador do PPGF.

Esse momento é muito importante para nós, fruto de um trabalho que iniciou na concepção do curso de Engenharia Florestal em 1997. Naquela época já havia o desejo da implantação do programa de pós-graduação, e em 2007, teve início o Mestrado, e mais recentemente, a partir de 2014, o curso de Doutorado. É uma satisfação enorme estarmos concluindo a primeira tese de doutorado, um trabalho inédito que contribuirá com o setor florestal e com a sociedade”, destaca Eduardo.

Carla e o professor desenvolvem projetos de pesquisa em parceria há cerca de oito anos. No Doutorado, ela ingressou já na primeira turma. O tema para o trabalho inédito é fruto de uma visita técnica até a empresa Araupel, em Quedas do Iguaçu. O professor conta que em conversa com a gerência da empresa surgiu a necessidade de estudar as operações de desbaste de pinus, e analisar o potencial energético do material para fins de aproveitamento.

Hoje precisamos modificar as matrizes energéticas e buscar outras fontes de energias renováveis. A Carla estava bastante interessada nesta linha e então lancei o desafio para que ela submetesse ao CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico] o projeto. Após submeter dentro do edital universal do CNPq, para nossa satisfação, o projeto foi aprovado. Ou seja, ele passou por consultores e foi bem elogiado e nós recebemos recursos para equipamentos, custeio, bolsas de Iniciação Científica e isso ajudou muito”, explica o professor.

Apresentação e Defesa do trabalho foi em fevereiro

Três anos após o início do curso, Carla comemorou a sua aprovação perante a banca. Aluna da Unicentro desde a graduação, foi na instituição que recebeu toda a sua formação acadêmica e profissional.

Nos dez anos que estou aqui, entrei em 2007 na graduação, sempre estive envolvida em projetos de pesquisa, também fazia monitoria, e isso me ajudou bastante no ingresso do Mestrado. Sempre tive interesse de trabalhar com pesquisa e almejava ser professora e trabalhar na área acadêmica. Após o Mestrado fui para o Mato Grosso trabalhar na universidade do estado lá e retornei para o Doutorado. Agora o próximo passo é começar a pleitear concursos na área. Estar todos esses anos aqui foi muito gratificante, a Unicentro contribuiu muito para a minha formação, o programa de pós-graduação também, assim como, o Laboratório de Colheita da Madeira, sob a orientação do professor Eduardo”, conclui Carla.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *