Maíra Machado

10 de março é o prazo de inscrições para o Promul

O Programa Multicultural de Línguas da Unicentro, o Promul, está com as inscrições abertas para as turmas de 2020. Nesta edição, são ofertados quatro idiomas – inglês, francês, alemão e espanhol. O programa, como conta o coordenador pedagógico, professor Felipe Soares, é aberto a toda a comunidade. “Ele é um programa aberto não só para os acadêmicos, mas também para a comunidade em geral aqui de Guarapuava”.

Para atender a demanda de alunos, as aulas são realizadas de segunda a sábado, nos campi Santa Cruz e Cedeteg. As matrículas para quem deseja ingressar no Programa estão abertas até o dia 10 de março e podem ser feitas na página do programa. O investimento para cada curso é de 100 reais de taxa de inscrição e mais quatro parcelas de 120 reais. A comunidade acadêmica conta com descontos como incentivo para ingressar no programa.

“Alunos vinculados à universidade, professores e funcionários em geral, são abonadas as duas últimas parcelas. Então, o curso sai por apenas as duas parcelas de 120 reais. E a gente também tem alguns convênios com algumas atléticas, aí o pessoal pode consultar a nossa página também. Aí se ele for conveniado, ele também tem um abono ou da matrícula ou das mensalidades”, conta o professor Felipe.

Os cursos são oferecidos desde os níveis mais básicos até os mais avançados. Por isso, o professor Felipe lembra que os interessados também podem solicitar um teste de nivelamento, que é realizado pelos próprios professores do programa e não têm custo para o aluno. “O professor faz o teste com você. São duas etapas – a parte escrita em geral e a parte oral, de compreensão oral. Aí, o professor te encaminha para o melhor nível que você está nesse momento”.

O professor Felipe, reforçando o convite para o Promul, destaca a importância do domínio de outros idiomas na formação acadêmica. “Para os acadêmicos em geral, a questão de você já falar os idiomas é fundamental para a graduação, pós-graduação, mestrado, doutorado, para questões de prova de proficiência. Então, a gente tem uma cobertura nesse sentido”.

Outras informações sobre os cursos e os procedimentos de inscrição estão disponíveis no site. E você também pode ligar para 3621-1367.

 

Novos diretores do campus Cedeteg tomam posse

Os professores Ricardo Yoshimitsu Miyahara e Aline Marques Genú assumiram a direção do campus Cedeteg da Unicentro, para o mandato 2020–2024, na manhã da última quarta-feira (12). A cerimônia de posse reuniu membros da comunidade acadêmica e autoridades no auditório do PDE. A nova gestão reforçou o compromisso de trabalhar em prol do crescimento da unidade, destacando que a união e o diálogo serão essenciais nos cenários de dificuldades.
“A colaboração de todos – dos departamentos, dos programas de pós-graduação, dos nossos agentes universitários, dos professores e dos alunos – é importantíssima, porque o campus precisa dessa união para a gente conseguir organizar melhor a nossa universidade. Então, essa parceria, com certeza, vai ser muito bem-vinda e necessária para que o campus consiga fluir nos seus andamentos”, afirmou o novo diretor, professor Ricardo Miyahara.

Entre as responsabilidades dos diretores e vice-diretores de campus estão o gerenciamento das estruturas físicas e das questões administrativas. Segundo Ricardo, neste primeiro momento, as ações serão de continuidade de obras e reformas. “A gente tem algumas construções que foram iniciadas na gestão passada. Eu já estava, desde o final do ano passado, a par dessas construções, estou acompanhando já. Então, temos alguns espaços, como os laboratórios de Biologia, reformas de alguns lugares, a Clínica de Fisioterapia que necessita de alguns reparos, entre outros, e alguns projetos que nós temos já na fila do Conselho Administrativo do campus (Cadcam) para serem desenvolvidos aqui na nossa universidade”.
O reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes, em sua despedida do mandato como diretor do campus Cedeteg, frisou que, apesar das inúmeras dificuldades, foram quatro anos de desafios superados que se encerram com a sensação de dever cumprido. “O que eu posso dizer é que esses quatro anos, para mim, ficarão na memória como quatro anos de muito respeito, de muita união e quatro anos bastante felizes. Claro, as barreiras foram muitas, os obstáculos muitos, mas a união fez com que muitos fossem vencidos. Então, nesse momento, nós temos que agradecer a toda nossa comunidade por estar conosco e acreditar na nossa Unicentro”. Ele também desejou sucesso aos novos diretores. “O professor Ricardo e a professora Aline, com certeza, têm muitos desafios, mas eles tê ;m muita força e muita competência e vão vencer”, afirmou.

Deixando o cargo de vice-diretora do Cedeteg, a professora Adriana Knob faz um balanço positivo desses quatro anos. “Foi um período de muita experiência, de aquisição de muito conhecimento, uma evolução profissional e, também, pessoal ímpar, uma oportunidade que eu tive. Então, eu só tenho que agradecer a toda a comunidade acadêmica do campus Cedeteg por ter confiado em nós no campus durante todos esses quatro anos”.
A nova vice-diretora, professora Aline Marques Genú, afirma que as expectativas para os próximos quatro anos são de continuidade e evolução. “As nossas expectativas são muito grandes, o campus é muito grande e a gente pretende continuar as obras que o Fábio vinha fazendo e, juntamente com a reitoria, trabalhar para que a gente consiga ter melhorias cada vez maiores para o campus Cedeteg”.

Farmácia Escola recebe equipamentos que vão possibilitar ampliar o atendimento a comunidade

A Farmácia Escola da Unicentro recebeu quatro novos equipamentos – uma lavadora de microplacas, um leitor de microplacas, um microscópio laboratorial e um analisador bioquímico, com capacidade para realizar 160 testes por hora. As aquisições totalizam um investimento de R$ 100 mil e foram possíveis por meio de uma emenda individual direcionada pelo deputado federal Aliel Machado.

Para o coordenador da Farmácia Escola, professor Marcos Ereno Aurer, esses equipamentos vão possibilitar que a unidade passe a oferecer novos serviços para a comunidade. “Agora, a gente irá preparar ações direcionadas para o trabalho com a comunidade, lembrando sempre que o nosso objetivo é fazer com que a universidade atenda e a população seja beneficiada, em especial que as pessoas mais carentes tenham acesso”.

Com os novos equipamentos, a Farmácia Escola poderá realizar novos tipos de exames, inclusive fazendo parte de campanhas e projetos maiores. “A gente tem um projeto grande, que é um projeto de obesidade em crianças e, agora, os exames poderão ser realizados aqui na nossa unidade. Com os equipamentos, esses de imunologia, há possibilidade de fazer exame de HIV, hepatite, determinar anticorpos e antígenos (substância estranha ao organismo que desencadeia a produção de anticorpos). Então, são outros exames que podem estar atrelados à questão de saúde da mulher, por exemplo, são novas demandas que podem ser inseridas”, detalha Marcos.

Presente na cerimônia, realizada na tarde do dia sete de fevereiro, em um de seus últimos atos no cargo de reitor, o profssor Osmar Ambrósio de Souza destacou a importância de parcerias por meio de emendas parlamentares, pelo recurso ser destinado exclusivamente para projetos da universidade. “A sociedade é que ganha com essas emendas. Nós temos muito a agradecer ao deputado Aliel que vem, ano a ano, colocando emendas e resolvendo determinadas questões dentro da universidade, nosso muito obrigado”.

Representando o deputado federal Aliel Machado durante a entrega dos equipamentos, o assessor parlamentar Lizandro Vieira salientou a relevância da aplicação de emendas em projetos que atendam a comunidade por meio das universidades públicas. “A Unicentro vai conseguir ampliar os atendimentos aqui na Farmácia Escola. Eles vão conseguir trabalhar com campanhas, fazer campanhas relacionadas à doenças sexualmente transmissíveis, à outros tipos de doenças que precisam do exame de sangue e que esses equipamentos vão auxiliar”, argumenta. Durante a sua fala na cerimônia, o assessor parlamentar também indicou que mais uma emenda no valor de R$ 200 mil está sendo direcionada para a Unicentro, visando atender ao PIA (Programa de Inclusão e Acessibilidade) e ao curso de Enfermagem.

O então diretor do campus Cedeteg e agora reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes, agradeceu ao deputado, ressaltando que os equipamentos significam a expansão do atendimento à comunidade. “Essa emenda federal, que nós conquistamos via o deputado federal Aliel Machado, veio trazer muitos benefícios para a nossa universidade. Primeiro que são equipamentos que o nosso orçamento,] em um primeiro momento não permitia – e ainda não permite – a aquisição dos mesmos. O segundo motivo é que estes equipamentos, além dos projetos de extensão, de atender a comunidade, de fazer exames de sangue, que nós não conseguíamos, exames clínicos que nós não conseguíamos realizar, agora a gente consegue realizar e expandir ainda mais os nossos projetos de extensão com a comunidade”.

Três novos tratores passam a fazer parte da frota do Cedeteg e da Fazenda-Escola

O campus Cedeteg recebeu novos equipamentos que vão otimizar o trabalho nas dependências da unidade universitária e, também, na Fazenda Escola da Unicentro. A aquisição de um trator 4×4 com cabine e de outros dois tratores cortadores de grama foi possibilitada por um convênio com a Seti, que é a Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, através da Unidade Gestora do Fundo Paraná, a UGF. O valor destinado a compra dos equipamentos foi de 452 mil reais.

Segundo o responsável pela Divisão de Agricultura da Fazenda Escola, professor Leandro Rampim, um trator com cabine era uma demanda antiga e a aquisição vai garantir mais segurança para os operadores, além de contribuir para a formação dos acadêmicos. “Vem para aprimorar o ensino, permitindo a gente utilizar essas máquinas nas aulas, eles observarem, constatarem como é importante ter a máquina adequada para cada operação, utilizando cada implemento – quando é necessário, quando é recomendado”, diz. Raciocínio que é completado pelo diretor da Fazenda Escola, professor Marcelo Cruz Mendes. “Possibilita para nós conseguir executar as atividades sempre com a melhor qualidade possível e ao aluno, também, a possibilidade de ter o contato com máquinas e equipamentos que possibilitam essa melhor qualidade”. 

De acordo com ex-diretor do campus Cetedeg e agora reitor da Unicentro, professor Fábio Hernandes, os tratores possibilitarão suprir as demandas do campo experimental com mais agilidade. Ele também lembra que as atividades na área, em alguns momentos, eram prejudicadas devido ao número reduzido de maquinário. “Assim, a gente consegue atender a demanda da nossa comunidade com mais facilidade e com mais tranquilidade’, afirma.

Para o atual diretor do Cedeteg, professor Ricardo Miyahara, os tratores cortadores de grama também contribuirão para otimizar a manutenção da área do campus. “Os equipamentos menores para roçar grama, por exemplo, vão agilizar muito o processo da limpeza do campus e isso faz com que a hora que o funcionário gastaria para fazer uma área de roça de cortar grama, fará com um tempo muito menor. Então, vai sobrar muito mais tempo para ele trabalhar em outras atividades, então, deixa mais eficiente o processo de manutenção do campus”.

O pedido dos novos equipamentos foi feito ainda na antiga gestão da universidade. Por isso, o professor Osmar Ambrósio de Souza, que ocupava o cargo de reitor na época, também destacou a importância da aquisição dos maquinários. “Para nós, foi uma satisfação muito grande atender essa reivindicação, que é um pleito justo”, finaliza.

Sessão solene do Conselho Universitário empossa novos reitor e vice

A Unicentro recebeu na última sexta-feira (7) a comunidade de Guarapuava e região paranaense para a Sessão Solene do Conselho Universitário que deu posse aos cargos da reitoria da universidade. Os professores Fabio Hernandes e Ademir Fanfa Ribas foram eleitos reitor e vice-reitor, respectivamente, no ano passado com 63,5% dos votos da comunidade universitária e nomeados pelo governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Júnior. Os novos gestores ficam à frente da administração central da Unicentro durante quatro anos – de 2020 a 2024.

A cerimônia contou com a presença da comunidade universitária, de membros do Conselho Universitário (COU), autoridades locais e estaduais, reitores e diretores de outras instituições de ensino superior do estado e do superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, Aldo Nelson Bona que, na ocasião, representou o governador, Carlos Massa Ratinho Júnior.

O prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri Filho, acompanhou a solenidade e destacou que a parceria entre a prefeitura e a Unicentro foi estreitada nos últimos anos. Para ele, além da afinidade entre as instituições, a boa relação de amizade com os novos gestores deve garantir o avanço nas ações conjuntas. “Tenho certeza que muito mais forte até do que esse relacionamento pessoal é o respeito e o reconhecimento mútuo da importância das instituições e do quanto nós crescemos quando trabalhamos juntos. Então, é esse sentimento, com certeza, que vai guiar a boa relação entre a prefeitura de Guarapuava e a universidade. Eu tenho certeza que vai ser uma harmoniosa e produtiva parceria”, projetou.

O prefeito de Irati, Jorge Derbli, também ressaltou a relevância da universidade para o desenvolvimento regional e falou sobre a expectativa da continuidade dos trabalhos em conjunto. “Irati tem uma história antes e outra depois da instalação da Unicentro. A Unicentro trouxe progresso, desenvolvimento e criou um polo educacional. Tenho a certeza que, como a antiga, essa nova gestão com o reitor Fábio também trará muito mais objetivos, muito mais progresso para a Unicentro não só em Irati, mas em toda região onde ela atua”. 

Representando os reitores das universidades estaduais, o reitor Antônio Carlos Aleixo, da Universidade Estadual do Paraná (Unespar), externou o apoio à nova gestão da Unicentro. “Eu espero, e nós vamos contribuir para isso, que tudo dê certo na gestão do Fábio e do Ademir, que eles tenham uma gestão profícua e nós estaremos juntos sempre para lutar pela defesa da universidade pública no estado do Paraná”.

A entrega do Termo de Posse aos novos reitor e vice-reitor foi feita pelo superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná, professor Aldo Nelson Bona, que destacou a expectativa da continuidade do trabalho coletivo das sete universidades do estado em favor do desenvolvimento regional. Ainda, autorizado pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior, anunciou a liberação de 25 milhões de reais em investimentos na Unicentro. Recursos voltados para a construção da nova sede da universidade na Cidade dos Lagos. “Que esta nova gestão enfrente o desafio da reorganização da universidade a partir da perspectiva do desafio que se impõe de reinventar, fazer diferente, encontrar novas formas de que a instituição realize a formação de pessoas, de seres humanos, de profissionais, mas que também forme para que nós possamos enfrentar este novo modelo de organização da plena autonomia da universidade. É um desejo, é um pedido do nosso governador, que a partir de uma lei cuja proposta já é do conhecimento das comunidades acadêmicas, a nova gestão da universidade possa trabalhar no sentido de encontrar as melhores respostas para esse novo modelo organizacional e, assim, a Unicentro continue se consolidando como uma referência nas regiãões centro-oeste e centro-sul do estado do Paraná, que se torne, cada vez mais, uma universidade conhecida e reconhecida em todo território nacional”.

A Unicentro é hoje referência em educação superior de qualidade. Devido ao trabalho que desenvolve, vem ganhando destaque nos âmbitos estadual, nacional e internacional. As atividades de Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação, abrangem uma comunidade de aproximadamente 15 mil pessoas, entre professores, funcionários, estagiários e alunos. A continuidade dos esforços voltados ao crescimento e à consolidação da universidade é um dos compromissos assumidos pela nova gestão. “A gente, em um evento como esse, na cerimônia de posse, a gente vê o tamanho da responsabilidade, a gente vê a importância da universidade e se sente com um compromisso com a comunidade universitária, um compromisso com os estudantes, com os professores e agentes universitários e acreditamos estar preparados para isso. O que nós temos a oferecer é a nossa disposição, a nossa vontade de trabalhar, a vontade acertar e vamos estar sempre à disposição de toda a comunidade acadêmica”, disse o vice-reitor eleito Ademir fanfa Ribas.

“Esse é um momento muito feliz, um momento em que se concretiza um sonho, também se concretiza a escolha da nossa comunidade universitária que é o professor Fábio e o professor Ademir à frente da reitoria. A nossa comunidade pode esperar o diálogo, pode esperar a construção de uma universidade coletiva ouvindo a todos, discutindo e chegando ao melhor entendimento. Então, o nosso objetivo é fazer uma Unicentro ainda melhor, uma Unicentro ainda mais participativa, uma Unicentro ainda mais patrimônio do povo do Paraná. ”, finalizou o reitor Fábio Hernandes.

Governador Ratinho Junior nomeia novos reitor e vice da Unicentro

O governador Ratinho Junior assinou, na última terça-feira (17), os decretos de nomeação dos professores Fábio Hernandes e Ademir Fanfa Ribas para os cargos de reitor e vice da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro). Hernandes e Ribas venceram as eleições realizadas no mês de setembro, com percentual de 63,505% dos votos. Votaram 5050 pessoas, sendo 715 docentes, 233 funcionários e 4102 discentes.

A solenidade de posse está agendada para o dia sete de fevereiro de 2020, e será realizada a partir das 19h, mo Auditório Francisco Contini, que fica no campus Santa Cruz.

Unicentro é uma das melhores universidades brasileiras e ocupa posição número 31

A divulgação do resultado do IGC 2019 (Índice Geral de Cursos), pelo Ministério da Educação, (MEC) confirma a Unicentro entre as melhores universidades brasileiras. A Universidade Estadual do Centro-Oeste manteve seu conceito 4 – numa avaliação que vai de um à cinco, nota máxima – e, assim, ficou com as 31. colocação entre as 194 instituições de ensino superior avaliadas. O resultado também coloca a Unicentro como a 10. melhor da região sul do Brasil, num universo de 49 instituições, e como a quarta melhor do Paraná. Se forem consideradas apenas as universidades estaduais, a Unicentro é a sexta melhor do país.

“A Unicentro está muito orgulhosa com a avaliação dos cursos, bem acima da média nacional. Isso é fruto de um trabalho bem articulado entre professores, funcionários e alunos. É um resultado expressivo que garante destaque no cenário estadual e nacional”, afirma o reitor da Unicentro, professor Osmar Ambrósio.

O IGC é construído com base na média das notas dos cursos de graduação e pós-graduação de cada instituição. O indicador é responsável por sintetizar a qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino. Além do IGC, o MEC também divulgou o resultado do CPC (Conceito Preliminar de Curso), que é um indicador de qualidade que avalia os cursos de graduação. Seu cálculo e divulgação ocorrem no ano seguinte ao da realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), com base no valor agregado pelo estudante durante o processo formativo e em insumos referentes às condições de oferta (corpo docente, infraestrutura e recursos didático-pedagógicos).

Também no CPC, a Unicentro se destacou com cursos muito bem avaliados e considerados, assim, de excelência. Obtiveram CPC 4 Administração Guarapuava, Administração Irati, Administração Prudentópolis, Administração Pública, Ciências Contábeis Guarapuava, Ciências Contábeis Irati, Ciências Contábeis Prudentópolis, Ciências Econômicas, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Secretariado Executivo Guarapuava e Serviço Social.

O curso de Publicidade e Propaganda da Unicentro foi um dos 346 avaliados pela MEC e foi considerado o 13. melhor do Brasil, sexto melhor da região sul e terceiro melhor do Paraná. Secretariado Executivo também ficou com a 13. colocação nacional, num universo de 39 cursos, e alcançou, respectivamente, o nono e o quinto lugares na região Sul e no Brasil.

As ofertas de Administração Pública e de Ciência Contábeis (Irati) da Unicentro foram consideradas as melhores do Paraná. No cenário estadual também se destacam Serviço Social, segundo melhor do Paraná; e Ciências Econômicas e Psicologia, ambos quartos colocados.

Parceria entre Departamento de Farmácia e Secretaria de Saúde possibilita atendimento completo à mulher guarapuavana

Atenção especial à saúde da mulher na Unidade Básica de Saúde da Vila Carli. Quem fez os exames preventivos do câncer de colo, recebeu um diagnóstico completo. Esse atendimento foi possível graças a uma parceria estabelecida entre a Unicentro e a Secretaria Municipal de Saúde. O projeto, como conta o coordenador das atividades, professor Marcos Ereno Auler, permitiu que além do papanicolau, as pacientes também realizassem o exame microbiológico.

“A gente faz avaliação da microbiota da mulher para ver se a mulher tem defesa na sua microbiota, para ver se ela tem infecção por bactéria ou por fungos. Esse exame complementa bastante no sentido de avaliar o processo inflamatório, o processo infeccioso e, além do que, a paciente vai ser beneficiada com o laudo do exame citopatológico para ver se ela tem uma alteração celular”, explica Marcos. 

O projeto iniciou em 2017 e foi finalizado no mês de outubro. Nesse período, foram atendidas de mais 700 mulheres. Primeiro, as pacientes passavam por uma entrevista com a equipe do projeto. Com as informações e a autorização para realizar o exame microbiológico, elas eram encaminhadas para a sala de coleta. “\Nós fazemos a coleta aqui do citopatológico, em parceria com a Unicentro, que faz a coleta do exame de secreção vaginal e o citopatológico é encaminhado para a Clínica da Mulher, de onde ele vai para o laboratório terceirizado que realiza, então, a análise desses exames e o de secreção vaginal, que os alunos da Unicentro fazem a coleta, são enviados, então, junto com eles, para o laboratório da Unicentro”, detalha a coordenadora da UBS, Fabíola Assis. 

Adriana Santos foi uma das pacientes atendidas pelo projeto. A qualidade do atendimento e as análises detalhadas chamaram a atenção da professora, que logo que ficou sabendo do projeto, quis marcar um horário para realizar os exames. “Eu achei bem interessante porque, muitas vezes, a gente acaba sem saber realmente o que que tem assim. É muito importante. A gente precisa se prevenir, precisa se cuidar”. 

O laudo é entregue para a paciente depois de 20 dias. Nesse período, para garantir a qualidade dos procedimentos e os resultados, as amostras coletadas eram encaminhadas para os laboratórios da Unicentro para serem avaliadas em diferentes métodos. “Essas análises são feitas no Laboratório-Escola e no Laboratório de Micologia Clínica, do Departamento de Farmácia da Unicentro. Um mutirão grande para poder auxiliar e para trazer essa parceria com a comunidade, mostrar a importância da Universidade, da Unicentro inserida na região aqui, levando saúde às pessoas”, diz Marcos. A professora Any do Castro, que também participa do projeto, completa: “Esse material todo que a gente consegue coletar da paciente, a gente consegue observar diversos microrganismos presentes, que podem estar correlacionados com a clínica da paciente”. 

O trabalho realizado durante os dois anos é motivo de alegria. Agora, a expectativa é poder, em breve, voltar a realizar os exames. “”A comunidade se mostrou muito interessada, está nos cobrando para que a gente continue e a gente espera conseguir dar sequência nesse projeto da Unicentro com a Prefeitura Municipal, a Secretaria de Saúde, para a gente ver se consegue dar essa atenção para esse público, para essas pacientes que tanto precisam”, ressalta o professor Marcos Auler.

Unicentro promove campanha de natal

Dezembro chegou e o espírito natalino já começa a tomar conta. O clima de Natal, para o diretor do campus Cedeteg, professor Fábio Hernandes, toca as pessoas. “É um momento onde se aflora a solidariedade, esse momento de confraternização que é o momento natalino, o momento de final de ano”.

Engajada em promover uma ação solidária no final do ano, a Unicentro lançou a sua tradicional campanha de Natal nos três campi universitários. No campus Santa Cruz, o diretor Ademir Fanfa Ribas compartilhou o sentimento de fazer parte dessa causa da Unicentro. “É gratificante para nós, que fazemos parte dessa família Unicentro, fazermos parte de mais um evento, de mais uma atividade para ajudar as pessoas”.

A campanha funciona assim: qualquer membro da comunidade acadêmica, seja professor, funcionário ou estudante, pode apadrinhar uma criança, que receberá uma sacola de presentes. A agente universitária Osnessa Souza, pela primeira vez, vai participar da campanha, mas já sabe certinho os itens do kit de natal. “A gente recebe uma cartilha com o nome da criança, a idade e o que precisa doar, no caso a minha bebê, que é uma menininha, vai receber um calçado, uma blusa, um brinquedo e também eles solicitaram a doação de algum doce pra gente doar também”, explica.

Mais de 90 crianças receberão os presentes da campanha de Natal da Unicentro nesse ano. No Santa Cruz e no Cedeteg a arrecadação é destinada aos filhos dos funcionários terceirizados, como o Luverci Chaves. Ele trabalha na limpeza e na manutenção do campus Santa Cruz. “Nós prestamos serviço aqui. Aí, é uma forma de ajudar nós. Eu acho importante”, diz Luverci.

Já no campus Irati, as sacolas vão para os alunos do Centro Municipal de Educação Infantil Jardim das Orquídeas. A coordenadora do CMEI, professora Ana Maria Jonson, esteve presente na cerimônia de lançamento da campanha de Natal da Unicentro e contou como está a expectativa dos pequenos para receber os presentes. “Nós trabalhamos com crianças com desde quatro meses a quatro anos e, nesse momento de entrega de presente, época de natal, eles sempre esperam alguma coisa. Então, a gente já repassou para eles. Eles estão muito entusiasmados e a gente já comunicou e eles estão radiantes”.

Quem participa da campanha de Natal da Unicentro, como o vice-diretor do campus Irati, professor Erivelton Fontana de Laat, destaca que ela é uma oportunidade de formar laços entre a universidade e a comunidade. “A gente tem os cursos que trabalham muito com crianças, as licenciaturas e tal, mas muitas vezes algumas áreas do conhecimento não trabalham tão diretamente com essa faixa etária, os nossos agentes universitários, os nossos estagiários, e alguns professores também não, então esse é o momento dessa troca”.

A agente universitária Djane das Graças Dino sempre participa da ação de Natal e, para ela, a experiência da entrega é sempre um momento único. “A alegria que a gente vê naqueles olhinhos da surpresa do que está naquele pacote, é muito gratificante você ver essa alegria da criança”.

Com a campanha de Natal, a Unicentro celebra o encerramento de mais um ano através de uma ação voltada para o bem-estar da comunidade. “Entendemos que quando a pessoa doa voluntariamente um presente, um brinde, um serviço, um carinho, uma dedicação, isso faz bem para ela e do outro lado faz bem a quem recebe, porque passa a acreditar mais, passa a ter um outro olhar sobre a vida, principalmente as crianças que ainda estão em formação”, discorre o reitor da universidade, professor Osmar Ambrósio de Souza.

Outubro Rosa: últimos dias de arrecadação de lenços

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer, o Inca, o câncer de mamas é o tipo de tumor mais comum entre as mulheres e corresponde a 29% dos novos casos de câncer a cada ano. Para diminuir essa estatística, o mês de outubro se volta especialmente para a saúde da mulher na realização da campanha Outubro Rosa. O objetivo é compartilhar informações, promover a conscientização sobre a doença e proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento.

Na Unicentro, uma das ações alusivas à Campanha está sendo realizada pelo Programa de Educação Tutorial, o PET, do curso de Agronomia. A proposta é arrecadar lenços que serão doados para pacientes que enfrentam a doença e são atendidas pela ACPAC – a Associação Casa de Passagem e Apoio a Pessoa com Câncer de Guarapuava. De acordo com a coordenadora do programa, professora Cacilda Rios Faria, o PET Agronomia sempre realiza ações sociais, por isso também quis apoiar as atividades do Outubro Rosa. “Essas campanhas são extremamente importantes na formação do petiano porque além da questão da formação acadêmica, da formação profissional, da formação no ensino, na pesquisa e na extensão, o PET tem também essa função social”, explica.

A campanha segue até essa quinta-feira, dia 31 de outubro, com pontos de arrecadação distribuídos nos dois campi universitários de Guarapuava. No Cedeteg, os lenços podem ser deixados nas secretarias do Departamento de Agronomia e do Programa de Pós-Graduação e, também, na direção de campus. Já no Santa Cruz, as doações podem ser feitas na Pró-Reitoria de Extensão e Cultura e na Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. A expectativa, segundo a professora Cacilda, é arrecadar o maior número possível de lenços. “Nós já combinamos que, após encerrado, nós vamos lá entregar numa tarde até para conhecer também um pouco mais e ver como também a gente pode ajudar um pouco mais a instituição”.

A acadêmica do quarto ano do curso de Agronomia Cristiane Miscovicz participa do PET desde o ano passado. Para ela, as ações sociais desenvolvidas pelo programa são uma oportunidade para agregar qualidade à formação profissional e, também, pessoal. “Eu acho que é mais a questão de ajudar mesmo. O lado humano e não só o técnico, porque a universidade está para formar não só os profissionais, mas pessoas melhores na sociedade”, defende Cristiane.

Eventos

Não há eventos futuros

Avisos

No posts available

Redes Sociais