Butia paraguayensis (Barb. Rodr.) L.H.Bailey Butiá-do-cerrado. CERRADO

Butiá-do-cerrado 1

Foto 1-  Detalhe da floração.Butiá-do-cerrado 2

Foto 2- Detalhe dos frutos.Butiá-do-cerrado 3

Foto 3- Detalhe da espécie3-Cerdocyon thous Linnaeus, 1766.

Foto 4- Cerdocyon thous Linnaeus, 1766. Consumidor de sementes da espécie

Família: Arecaceae

Nome científico: Butia paraguayensis (Barb. Rodr.) L.H.Bailey

Nomes populares: butiá-do-cerrado, coquinho-abacaxi.

Significado do nome: Butiá vem do Tupi e significa “Fruto de fazer vinagre”.

DESCRIÇÃO DA ESPÉCIE:

Palmeira  com estipe, com um único caule, curto e subterrâneo  de até 50 cm diâmetro solitário, revestido pelas bases das bainhas das folhas deiscentes. Sua altura atinge até 2,5 metros, os frutos podem ser consumidos, ou fazer vinagre.

Folhas pinatipartidas, pinadas  com até 135 cm comprimento, bainha desenvolvida, aberta, com até 20 cm comprimento, pecíolo com até 15 cm comprimento, glabro com margem  de projeções lenhosas afiladas; raque de até 100 cm comprimento e segmentos foliares com até 50 pares em dois planos.

Flores: sésseis, pistiladas e estaminadas de cor amarela muito perfumadas.

Fruto: drupas ovada, verde-amarelados quando maduro; mesocarpo fibroso-carnoso, endocarpo duro, 1 semente.

Floração: outubro-dezembro

Frutificação: dezembro-fevereiro

Polinização: muito visitadas por abelhas.

Dispersão: zoocórica. Didelphis aurita Wied-Neuwied, 1826 (gambá-de-orelha-preta) e Cerdocyon thous Linnaeus, 1766 (graxaim).

Local: Campo Mourão-PR

Ocorrência:  Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai (Soares et al. 2014). No Brasil, ocorre nos estados do Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e São Paulo, associada aos cerrados de solos arenosos (Lorenzi et al. 2010; Soares et al. 2014).No Paraná, é registrada somente para os remanescentes de Cerrado do município de Campo Mourão (Hatschbach et al. 2005).

Bibliografia Consultada

CAXAMBÚ, M. G. et al. Palmeiras (Arecaceae) nativas no município de Campo Mourão, Paraná, Brasil Native palms (Arecaceae) of Campo Mourão municipality, Paraná, Brazil. Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Herbário HCF, Rodovia BR-369 km 0,5, C.P. 271, 87301-005, Campo Mourão, PR. Universidade Federal do Paraná, Campus Jardim Botânico, Av. Pref. Lothário Meissner 900, 80210-170, Curitiba, PR. 2015

 

2 pensou em “Butia paraguayensis (Barb. Rodr.) L.H.Bailey Butiá-do-cerrado. CERRADO

    • As sementes devem ser colhidas e semeadas sua germinação pode ocorrer em 100 dia ou até 2 anos, para obter uma germinação mais rápida deve tirar a poupa e colocar em imersão em água por 48 horas. Obrigado pel a visita.
      Gerson Luiz Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *