Alchornea glandulosa subsp. iricurana (Casar.) Secco Tapiá-guaçu

Foto 1 – Detalhe das folhas frente e verso e frutos.Tapiá

Foto 2 – Detalhe das folhas e inicio de floração.2-7

Foto 3 – Vista do galho da espécie.Pipira-vermelha

Foto 4– Pipira-vermelha  Ramphocelus carbo (Pallas,1764). Consumidor de sementes da espécie.Foto 5 – Tronco reto tortuoso, a casca externa é cinzenta ou grisácea, com fissura finas com descamação em grandes escamas.

Família: Euphorbiaceae.

Nome científico: Alchornea glandulosa  subsp. iricurana (Casar) Secco

Sinonímia botânica: Alchornea iricurana Cassaretto

Nomes populares: Tapiá-iricurana (RNC), tapiá-guaçu

Nomes populares em outros países: Argentina; tapiá-guaçu, Paraguai; mora blanca.

DESCRIÇÃO DA ESPÉCIE

Árvore perenifólia,espécie pioneira (DIAS et al.,1998), Secundária inicial (DURIGAN; NOGUEIRA,1990) OU clímax exigente em luz (PINTO,1997). Sua altura atinge até 22 m e seu diâmetro 60 cm.

Folhas: simples e alternas, com lâminas recurvadas nos bordos, com ápice arredondado ou acuminado, obovadas ou suborbiculares, com até 16 cm de comprimento, esparso-dentadas, delgadas com até 10 nervuras laterais.

Flores: espigas axilares.

Frutos: cápsula.

Floração: Fevereiro/Setembro.

Frutificação: Setembro/Janeiro.

Sistema sexual: dioica (SECCO,1997).

Polinização: anemófila (vento) entomófila pequenos Hymenópteros, vespas e abelhas (SECCO,1997).

Dispersão: zoocórica (MIRICHI; SILVA,2001). E aves das famílias Tyrannidae, Emberizidae, Thraupinae , Muscicapidae, subfamília Turdinae , Vireonidae (PASCOTTO, M. C. 2006)

Ocorrência: Floresta Estacional Semidecidual, Floresta Ombrófila Densa, Floresta Ombrófila Mista, de Minas Gerais ao Rio Grande do Sul.

Bibliografia consultada

CARVALHO, P.E.R. Espécies arbóreas brasileiras. Coleção Espécies Arbóreas Brasileiras,vol. 2. Brasília, DF: Embrapa informações Tecnológica; Colombo, PR: Embrapa Florestas, 2006. 627 p.

CARVALHO, P.E.R.; ZELAZOWSKI, W.H.; KAMINSKI, N.L.; LOPES, G.L. Comparação entre espécies florestais nativas em Foz do Iguaçu, PR. Colombo: EMBRAPA-CNPF, 1999. 2 p. (EMBRAPA-CNPF. Pesquisa em andamento, 16). Biblioteca(s): CNPF (FL PA0016 UMT).

Ministério da Agricultura  Pecuária e Abastecimento. Registro Nacional de Cultivares RNC. Disponível em: http://extranet.agricultura.gov.br/php/proton/cultivarweb/cultivares_registradas.php.

Acesso em: 23/10/2011.PASCOTTO, M. C. Avifauna dispersora de sementes de Alchornea glandulosa (Euphorbiaceae) em uma área de mata ciliar no estado de São Paulo. Revista Brasileira de Ornitologia 14 (3) 291-296 setembro de 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *