Schinus terebinthifolia a Raddi – aroeira-vermelha

Foto 1 – Folhas com ráquis alado.mosca-2

Foto 2 – Detalhe dos polinizadores abelha (Apis mellifera) e moscas.mosca-3

Foto 3– Detalhe das folhas ráquis alada e flores e polinizadores pequeno besouro e moscasAroeira 01

Foto 4 –  Seus fruto  oferecem vários recursos como pólen, néctar, resinas e abrigo para uma infinidade de insetos, e também consumidos  pela fauna silvestre.

Foto 5- Sanhaço-azul Tangara sayaca (Linnaeus,1766).

Foto 6 – Tronco reto com casca áspera, sulcada, escamosa de cor cinza e solta placas irregulares.

Família: Anacardiaceae.

Nome científico: Schinus terebinthifolia Raddi

Sinonímia botânica: Schinus terebinthifolius Raddi

Nomes populares: Aroeira-pimenteira (RNC), aroeira-vermelha , aroeira-do-paraná.

Nome em Inglês: Peper tree

Origem do nome  da espécie: Schinus vem do nome grego Schinos; terebinthifolia vem do latim (folia).

DESCRIÇÃO DA ESPÉCIE

Árvore perenifólia, heliófita, especie pioneira (DURIGAN et al., 1997) secundária inicial (FERRETTI et al., 1995) secundária tardia (SOUZA & PIÑA-RODRIGUES 2000), sua altura atinge até 15 m e seu diâmetro 50 cm.

Folhas: compostas, imparipinadas, trifoliadas, com ráquis alada, com 8-11 folíolos membranáceos, ápice agudo e base obtusa.

Flores: brancas melíferas.

Fruto: Drupáceo,globoso. Utilizados como substituto da pimenta do reino (LACA-BUENDIA et al.,). Com sabor suave levemente apimentado, sendo utilizado grãos inteiros ou moídos.

Floração: Setembro/Novembro, pode florar até duas vezes ao ano.

Frutificação: Dezembro/Fevereiro.

Sistema sexual: planta monoica. (SÁ et al. 1996), consideram-na dioica.

Polinização: abelhas e pequenos insetos. Em Irati-PR 2016, foi acompanhado e vistos, besouros, vespas, mariposas, e moscas.

Dispersão:  zoocórica, por aves, mirmecocoria formiga no chão KUNIYOSSHI (1993)

Paisagístico: Árvore ornamental, com flores brancas e frutos vermelhos, pode ser usada com sucesso na ornamentação das cidades.

Utilização:  espécie que se extrai  compostos utilizados usada como inseticida e em perfumes Sua madeira é usada como moirões para pomares, construção civil, palanques. Para  a apicultura a florada abundante oferta grande quantidade de pólen e uma produção significativa de néctar para a entomofauna muito visitada por abelhas  (Apis mellifera).

Apícola: As flores da aroeira-vermelha são melíferas.

Ocorrência: Floresta Estacional Semidecidual, Floresta Ombrófila Mista, Floresta Ombrófila Densa, de Alagoas ao Rio Grande do Sul.

Medicinal: A todas as partes da espécie são medicinais sendo antitérmica, empregada na medicina doméstica (Matos,1982).  Para dores de dentes depois da infusão com bocejos.

A casca tem propriedades depurativas usada contra afecções uterinas em geral.Usada no tratamento de diarreias e nas hemoptises. O chá da casca é utilizado contra dor ciática, a gota, reumatismo e infecções bacterianas como edema do tipo erisipela (Rodrigues,1998).Também da casca cozida é usada para banhos contra edemas das pernas (Figueiredo,1978).

Os ramos são utilizados no tratamento de doenças respiratórias, bronquites e doenças das vias urinárias (Rodrigues,1996).

As folhas tem propriedades balsâmicas usadas na forma de infusão, banhos tônicos e loções no tratamento de úlceras, erupções e feridas (Sá et al.,1996).

Dos folíolos obtém-se substancias cicatrizantes, os frutos, tem propriedades diuréticas.

O cozimento das folhas com folhas de batatas é usado para gargarejos e afecções das cordas vocais (Franco,1997).

Curiosamente todas as partes dessa árvore possuem fins medicinais.

Recomenda-se precaução para o uso da planta para fins medicinais, devido as suas propriedades tóxicas (Correia,1926)

AS PLANTAS AQUI REFERIDAS SÓ DEVEM SER UTILIZADAS COM ORIENTAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE SAÚDE!

Bibliografia consultada

CARVALHO, P. E. Espécies Arbóreas Brasileiras: Coleção Espécies Arbóreas Brasileiras, vol. 1.  Brasília: Embrapa Informações Tecnológica; Colombo, PR:  Embrapa Florestas,2003.  1.039 p.

CARVALHO, P.E.R.; ZELAZOWSKI, W. H.;  LOPES, G.L. Comparação entre espécies nativas com one-tree-plot em Santa Helena, PR. Colombo: EMRAPA-CNPF, 1999. 2 p. (EMBRAPA-CNPF. Pesquisa em andamento, 11). Biblioteca(s):AI-SEDE (FL 08511-CNPF EMB); CNPF (FL PA0011 UMT).

GOMES, G. C.; CARDOSO, J. H.; FERRER, R. S.;  RODRIGUES, P. R. F.; RODRIGUES, W. F. Árvores da Serra dos Tapes: Guia de Identificação com Informações Ecológicas, Econômicas e Culturais. Brasília, DF: Embrapa, 2013. 171 p.

ZELAZOWSKI, V.H.; LOPES, G.L. Avaliação preliminar da competição de crescimento entre 39 espécies arbóreas, em área sombreada com leucena (Leucena leucocephala). In: CONGRESSO FLORESTAL PANAMERICANO, 1.; CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 7., 1993, Curitiba. Floresta para o Desenvolvimento: Política, Ambiente, Tecnologia e Mercado: anais. São Paulo: SBS; [S.l.]: SBEF, 1993. v. 2, p. 754. Biblioteca(s): CNPF (PL LV0362 ADD).

 Ministério da Agricultura  Pecuária e Abastecimento. Registro Nacional de Cultivares RNC. Disponível em: http://extranet.agricultura.gov.br/php/proton/cultivarweb/cultivares_registradas.php Acesso em: 23/10/2011.

14 pensou em “Schinus terebinthifolia a Raddi – aroeira-vermelha

    • José Bruno a Aroeira-vermelha também causa alergias a certas pessoas é da mesma família do bugreiro e as reações alérgicas são parecidas. Gerson Luiz Lopes

      • Ah sim,tenho um individuo crescendo em meu quintal,foi disperso atraves dos passaros ,através de uma mata que tem em frente a minha casa,la tem algumas aroeiras vermelhas,passei por elas e não me causou nada,creio que seja somente em algumas pessoas mesmo,Obrigado

  1. Ola..
    Comprei uma propriedade e nela tem uma aroeira, não cortei pois faz uma sombra otina e o espaço em q ela fica sera nosso jardim, porem como calor q tem feito no Rio grande do Sul, comecei a notar q a proliferação de moscas estava muito grande, fomos procurar no patio e constatamos q nos galhos esta cheio, tem muitas moscas e varejeiras, não sei o q fazer para me livrar das moscas sem cortar a arvore?? Tem alguma dica?

    • Tchiesca a Aroeira é uma espécie que dá bela sombra nas também pode causar alergias recomendo plantar outra árvore mas não da família Anacadiaceae. Abraço .Gerson Luiz Lopes

  2. Parabéns pelo site,ótimas imagens e informações,o site está me auxiliando muito em meu Tcc,sou graduanda em ciências biológicas bacharelado e apaixonada por botânica. Mais uma vez Parabéns pelo site.

    • Luana obrigado se eu tivesse recursos colocaria no ar mais espécies mas fiz o site por conta própria e mantenho também a UNICENTRO só hospeda. Obrigado pelo incentivo Gerson Luiz Lopes

    • Obrigado Marcio Costa sempre procuro fazer o melhor, pena que faço o Compêndio Online Gerson Luiz Lopes com recursos próprios, mas sempre procuro fazer o melhor mesmo com a Falta de Livros e ajuda financeira. Gerson Luiz Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *