Projeto Imbituvão

Área do projetoTitulo

ESTRATÉGIAS PARA O MANEJO FLORESTAL SUSTENTÁVEL EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO CENTRO-SUL DO
PARANÁ, BRASIL

Objetivos

   O projeto tem como objetivo geral, testar várias alternativas de recuperação e enriquecimento de reserva legal com produtos madeireiros e não madeireiros buscando sustentabilidade em um sistema cooperativo florestal no Centro-Sul do Paraná. Como objetivos específicos:
– Selecionar de 30 a 50 pequenas propriedades (Estabelecer um processo de aproximação com esses proprietários por meio de um Workshop);
– Elaborar a cartografia da área em um sistema georeferenciado;
– Realizar o diagnóstico sócio-econômico das propriedades e entorno;
– Executar o inventário florestal detalhado nas áreas de reserva legal com enfoque madeireiro e não-madeireiro;
– Estabelecer os tratamentos que serão implantados nas reservas legais visando sua implantação, recuperação e ou enriquecimento;
– Orientar e supervisionar a implantação dos tratamentos em cada reserva legal por parte dos proprietários;
– Definir os sistemas de manejo que serão executados em cada tratamento;
Implantar um sistema de monitoramento com parcelas permanentes dentro de um experimento formal;
– Organizar uma rede/associação/cooperativa dos proprietários envolvidos.

Área de atuação do projeto

O projeto está instalado na região Centro-Sul do Paraná que se caracteriza por uma baixo índice de desenvolvimento humano (IDH). O IDH-M de Fernandes Pinheiro é 0,727, classificando-se na posição 249 entre 399 municípios paranaenses, inferior ao índice do Paraná que foi de 0,787 e ao índice do Brasil que foi de 0,772 (PNUD, 2000 – Atlas de Desenvolvimento Humano). A priori e após consultas a técnicos da EMATER do Escritório de Irati, pretende-se implantar o projeto no município de Imbituva, distante cerca de 170 km da Capital do Estado.

Parceiros do projeto

  O projeto conta com vários parceiros, sendo a Universidade de Rottenburg, Alemanha, a principal parceira junto com a SETI, (Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior).

  Além desses, há outros parceiros envolvidos no projeto como o IAP (Instituto Ambiental do Paraná), EMBRAPA Florestas e Projeto Estradas com Araucárias.

Andamento do Projeto – 2011

Andamento do Projeto – 2012

Contato: 

Fone: (42)3421-3084

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *