Andamento do projeto: ano 2012

Oficina sobre o Uso Sustentável do Bambu

O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia (CPRA) em parceria com a Embrapa Florestas, realizou a Oficina sobre o Uso Sustentável do Bambu em Construções Rurais na FLONA de Irati, o curso teve dois módulos, o primeiro ocorreu de 13 a 15/08/2012 com conteúdo teórico-prático sobre as técnicas de colheita, manejo, propagação e tratamento e o segundo módulo de 10 a 13/09/2012 onde foi feita a construção propriamente dita. O local foi escolhido estrategicamente por possuir uma infraestrutura capaz de receber a instalação da estufa, e por ser relativamente próxima da sede do Curso em Agroecologia do Instituto Federal do Paraná, UNICENTRO e da Embrapa Florestas. O evento também propiciou uma interação entre as demais FLONAS, contando com a participação da FLONA de Três Barras-SC, FLONA de Passo Fundo-RS e mais uma unidade da FLONA localizada nos Campos Gerais. O bambu utilizado foi o Phyllostachis aurea, uma espécie alastrante que é por muitos considerada “praga” por dominar áreas rapidamente quando o mesmo não é manejado adequadamente. O bambu utilizado na estufa foi coletado na própria unidade da FLONA de Irati. As dimensões da estufa foram de 12m x 7,1m (84m²). O custo dos “materiais externos” (fios de poliamida, barras rosqueáveis, parafusos e porcas, filme plástico, guias de alumínio e prendedores), desconsiderando custos com transporte, ferramentas e mão-de-obra, foi de aproximadamente R$650,00! Uma estufa convencional com mesma dimensão pode custar até R$20.000,00. Segundo Nailton de Lima, instrutor de CPRA, a durabilidade prevista da estrutura é de 10 anos, e do filme plástico é de 3-5 anos, onde na ocasião da troca do plástico, os arcos que o sustentam são facilmente substituídos.

A equipe do projeto Imbituvão esteve presente na oficina com o objetivo de apoiar a atividade e futuramente trabalhar na multiplicação da estufa de bambu na região de atuação do projeto. A estufa de bambu mostrou ser uma alternativa extremamente viável para as nossas pequenas propriedades do ponto de vista dos produtos não madeireiros.

Cartilha sobre a montagem da estufa de Bambu clique aqui

 

Autores:

Carlos Henrique Boscardin Nauiack

Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

Evandro Teleginski

Bolsista graduando de Engenharia Florestal.

 

 

Aprovado o Regimento Interno da Associação de Agricultores São João Batista do Assungui

No dia 17 de Agosto de 2012 foi dado mais um grande passo para a organização da Associação de Agricultores São João Batista do Assungui (AASJBA). Neste dia em Assembleia Geral extraordinária foi aprovado pela maioria dos votos o novo REGIMENTO INTERNO da associação de agricultores em que o projeto atua. Para a realização desta Assembleia Geral foram cumpridos todos os requisitos estatutários vigentes. Deste que iniciou-se o projeto Imbituvão o processo de organização da associação vem sendo construído de forma concreta. Com o Regimento Interno a associação passa a ter uma série de normas de conduta entre o associado e a associação. Esperamos que com este trabalho o manejo florestal madeireiro e não-madeireiro de forma associativista venha a ser uma realidade.

Para acessar o regimento clique aqui

Autor: Carlos Henrique Boscardin Nauiack

Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

 

 

 

Colóquio Internacional

 Brasil-Alemanha:

parcerias acadêmicas, oportunidades promissoras

Perante aos processos de globalização e internacionalização cada vez mais presentes em diversas áreas da sociedade brasileira, faz-se necessário e oportuno debates sobre temas como acordos bilaterais, parcerias internacionais e intercâmbios acadêmicos.

 O colóquio internacional vem de encontro aos esforços do governo Federal e Estadual como da própria UNICENTRO em promover a internacionalização de nossas instituições de ensino superior, pois tem como objetivo apresentar à comunidade acadêmica possibilidades de parcerias entre universidades brasileiras e alemãs.

O Colóquio Internacional “Brasil-Alemanha: parcerias acadêmicas, oportunidades promissoras” que ocorreu no dia 30 de maio de 2012 no campus de Irati. Foi idealizado e organizado pela professora de alemão Catarina Portinho Nauiack, sempre auxiliada pela coordenação do projeto ”Imbituvão”. O evento teve inicio com  a fala do Prof. Dr. Paulo Astor Soethe que discutiu a importância dos processos de internacionalização, pelos quais as instituições de ensino superior brasileiras estão passando. O Prof. Paulo também apresentou diversos programas de graduação e pós-graduação que já existem entre o Brasil e a Alemanha. A segunda fala do colóquio foi feita pelo Prof. Dr. Thorsten Beimgraben que apresentou a Universidade de Rottenburg, universidade na qual ele é professor pesquisador e coordenador do projeto UNIBRAL e do projeto”Imbituvão”, ambos os projetos desenvolvidos em parceira com a UNICENTRO.

Autor: Carlos Henrique Boscardin Nauiack

Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

 

 

Plantio de Araucárias (parceria com o projeto Estradas com Araucárias)

Na primeira semana do mês de maio iniciamos a semeadura das Araucárias pela parceria com o projeto Estradas com Araucárias. Até o momento foram semeadas aproximadamente mil covas. A semeadura esta sendo feita seguindo um padrão em linha com espaçamento de 5 metros entre covas, respeitando três possibilidades: em torno das estradas, nas divisas limpas e nas extremidades das APP’s. Em cada cova são colocadas 3 sementes com o objetivo de garantir que no minimo uma se desenvolva.

Iniciamos no mesmo período a produção de mudas de Araucária no viveiro da UNICENTRO. Serão produzidas 2.500 mudas que servirão para os futuros plantios. As mudas produzidas no viveiro e as sementes plantadas no campo são oriundas de matrizes localizadas nas propriedades da região. A coleta de sementes está sendo feita pela equipe do projeto, bem como pelos próprios proprietários. Procuramos com esta prática promover a diversificação do material genético da região, sempre levando em consideração a região de origem e  sua adaptação local.

Autor: Carlos Henrique Boscardin Nauiack

Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

 

 

Aprovado o novo estatudo da Associação dos Agricultores São João Batista do Assungui

O projeto Imbituvão desenvolve seu trabalho junto a uma Associação de Agricultores na localidade de Fernandes Pinheiro-PR. Um grande passo para a estruturação desta associação com enfoque no manejo florestal, como forma de geração de renda e conservação do meio ambiente ocorreu no dia 13 de abril de 2012. Neste dia em Assembleia Geral extraordinária foi votado e aprovado por unanimidade o novo estatuto para a Associação de Agricultores em que o projeto atua. Para a realização desta Assembleia Geral foram cumpridos todos os requisitos estatutários vigentes. Os principais pontos modificados no estatuto tratam dos objetivos da Associação, são eles:
I –Congregar os moradores da comunidade do Assungui e adjacências e outras que venham a integrar a Associação, apoiando suas legitimas aspirações, lutando por seus interesses, direitos e deveres;
II –Manter serviços assistenciais e cooperativos, inclusive através de convênios com órgãos públicos e privados;
III –Representar perante autoridades administrativas, legislativas e judiciárias, os interesses gerais da associação;
IV –Desenvolver programas: de informação e formação técnica, beneficentes, culturais, esportivos, recreativos e de natureza social aos interessados da comunidade, conforme condições da Associação;
V –Governar os interesses dos membros na área das questões agropecuárias e florestais;
VI –Prestar auxilio para comercialização conjunta;
VII –Auxiliar na compra de equipamentos e instrumentos com objetivo de realizar as tarefas da associação;
VIII -Auxiliar na compra conjunta de sementes, mudas e insumos.
IX –Apoiar as atividades de manejo florestal sustentável dentro das propriedades privadas;
X –Apoiar todos os esforços para promover a proteção do meio ambiente como um elemento essencial da paisagem e da cultura local, bem como elemento essencial ao desenvolvimento sustentável.
XI –Apoiar as atividades que visem o pagamento por serviços ambientais;

Assinatura do estatuto

Veja mais aqui.

para acessar o estatuto da associação clique aqui

Autor: Carlos Henrique Boscardin Nauiack

 Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

 

 

Treinamento de operador da serraria móvel

  Nos dias 14 e 15 de março na propriedade do senhor Elizeu Zampier foi realizado o curso de operador da serraria móvel adquirida pelo projeto.

 Autor: Evandro Julkowski

 

Parceria com o projeto Estradas com Araucárias

A coordenação do projeto ”Estratégias de manejo florestal sustentável em pequenas propriedades rurais no Centro-Sul do Paraná” está apoiando e somando esforços por meio da parceria com o projeto ”Estradas com Araucárias”, para a promoção e conservação do meio ambiente, elemento essencial ao desenvolvimento sustentável. Este projeto tem como principal objetivo neutralizar as emissões dos Gases do Efeito Estufa por meio do plantio de Araucárias, como forma de estimular a adesão ao projeto, há o pagamento por serviços ambientais aos proprietários rurais que plantarem e cuidarem das Araucárias. Os recursos são obtidos de Empresas da iniciativa privada que, para compensar suas emissões de Gases de Efeito Estufa, pagam pela captura do carbono sequestrado no desenvolvimento das mudas de Araucárias. A coordenação do projeto no estado do Paraná pertence à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA), contando com a parceria da Embrapa Florestas, a EMATER-PR, o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), a Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (SEAB), a Universidade Federal do Paraná, a UNICENTRO, por meio do projeto ”Estratégias de manejo florestal sustentável em pequenas propriedades rurais no Centro-Sul do Paraná”, juntamente com a Universidade de Rottemburg/Alemanha e a Empresa de transportes Loga Logística e Transportes.

Para mais informações sobre o projeto Estradas com Araucárias clique aqui

Autor: Carlos Henrique Boscardin Nauiack

Engenheiro Agrônomo – Gerente Técnico do Convênio 129/09.

 

 

Curso  de Meliponídeos

  No fim do Mês de janeiro, integrantes do projeto participaram do curso de meliponídeos ofertado pela associação de apicultores do Assungui.

Autor: Evandro Julkowski.

 

 

Plantio de mudas de Erva-mate

  No começo 2012  foram realizados o plantio de 500 mudas de Erva-mate doadas pela Ervateira Baldo.

Autor: Evandro Julkowski.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *